quinta-feira, 9 de junho de 2011

Uma noite, umas doses... e eu me apaixono de novo por alguém...

Nossa, demorei pouco hein? Cada vez mais difícil arranjar tempo... e só pra criar um clima deixo esse video pra curtição dos amantes da boa música instrumental e trilha sonora de filmes...



Depois de todas as últimas considerações eu estava mais do que decidida a ser a mais nova solteirona invicta...Agora pensem só, alguns séculos atrás, chamar uma mulher de solteirona era um insulto, hoje é quase um título de nobreza pra algumas rs!

Numa dessas noites feitas pra gente encher a cara, extravasar... curtir... sai pra uma boate GLS (oooolha que fazia tempo que eu não pisava em uma) que havia sido instalada a relativamente pouco tempo aqui em minha cidade e como eu não queria pagar os 50 mangos pra adentrar o ambiente, necessitei utilizar-me de todos os meus métodos coercitivos e sedutores pra conseguir angariar entrada grátis =D e êis que ponho no meio do tabuleiro, uma peça que meu inimigo (o destino ou eu mesma) já havia derrubado nessa longa partida de xadrez que é a minha vida (caraca, tou poética hoje!): o meu piãozinho e ex-boyfriend/ vizinho!
Esse aí pra você é meio que figurinha repetida no meu album e cartinha que sempre deixo escondida no baralho. Por mais sacana que possa parecer, mas eventualmente não me desfaço de velhos hábitos e acabei necessitando dos serviços do moço. O mesmo foi super gentil em me convidar (nem me perguntem como fiz isso) pra tal boate e pra lá fomos.
Foi no meio da minha dancinha sensual (que não tava seduzindo nem eu mesma) que meu acompanhante me faz focar os olhos para uma srta atrás de mim que há muito me espiava. E meio que sem jeito, arranquei um assunto sem noção pra ver se angariava um sorriso da moça que parecia desanimada. E funcionou pq a srta sorriu. E desse sorriso, papo aqui, papo ali... ela acabou roubando-me um beijo!
Ai alguém deve estar pensando "ta, e dai? Porque nessa novela você já beijou novecentas e noventa e nove mil garotas (me lembrei de Zé bonitinho - vide Escolinha do Barulho) e até agora essa ai pareceu ser mais uma". Mas ai é que vem a graça...
Quem me conhece sabe que eu quase corto os pulsos quando a Tâmara me deixou... tipo pode soar sem noção e exagerado, mas eu sofri pra caralho com a separação. Ainda mais porque a guria nem me explicou a razão de simplesmente ter sumido da minha vida (isso me faz pensar em inúmeras piadas, mas serei breve). Ela conseguia me excitar só me beijando, só o cheiro dos cabelos dela me deixava arrepiada, ela só precisava me olhar que lá estava eu, de quatro babando por ela. E quando eu ia dizer o primeiro EU TE AMO pra ela (porque, aliás, por mais escrota que possam me considerar eu JAMAIS digo EU TE AMO  de maneira leviana, só ouso dizer se de fato sentir), a Tâmara simplesmente não atende mais minhas ligação e me evita durante meses. Por um momento achei que não fosse mais sentir isso por outra mulher (com a tal intensidade que com a Tâmara), e foi justamente agora, eu solteirinha da silva, conheço a ... hum.... pensando num nome bom aqui... Valentina (esse nome é bem a cara dela) que me faz sentir isso tudo outra vez.
Quando dei por mim 2 meses haviam se passado, e o nosso contato estava cada vez mais estreito, mais íntimo... e quando dei por mim, cá estou eu, completamente apaixonada de novo... mas dessa vez é pela Valentina!
Vou pedi-la em namoro, tenho até medo de dar merda como a primeira vez que fiz isso com uma mulher... mas quem manda em coração burro? =)
No próximo post falo as características dela: física, mental e... bom... sexual é claro!

Este último comentário certamente vale um Troll hehe

2 comentários:

Pai do Coração disse...

Cara!! Como vc foi parar no blog mais amador e quadradinho? Explica como chegou lá....aproveitei li seu post...diferente!

Suzi disse...

Ahhhhh!!! Boa...
Sempre pensamos que um chute na nossa 'ladeira', irá desabar os conceitos sobre o amor...
É aí que nos damos mal...
Pensamos que nunca iremos nos apaixonar novamente, que nunca mais iremos amar, que o nosso ex era a tampa da frigideira, entre outras coisas...
Mas, como diz a nossa amiga blogueira Celamar, a vida nos surpreende... E, como...
Levei um pé na bunda há três meses... Porém, nesse tempo continuamos conversando, discutindo, enfim... Aquele lenga lenga interminável... Ele não queria mais, porém não queria sair de cima... Nesse meio tempo, nas baladas da vida, conheci um outro rapaz... Meigo, carinhoso, super presente, companhia extremamente agradável, e aos poucos, foi me conquistando.. Rs... Nem te conto... Passado um mês, o garoto que acabei de conhecer, quer namorar.. Insiste até...
O problema é: meu ex me chamou para conversar hoje.. Saimos, conversamos e ele pediu novamente uma chance.. Diz que se arrependeu e quer continuar a nossa história... E agora??? Rs.. Se for pensar pelo coração, claro que eu volto.. Estou há meses, esperando por isso... Se for pensar pelo racional, digo não, continuo solteira ou engato outro namoro com esse outro cara... Contudo, será que serei feliz???

Pois é.. Digo a você: Curta ao máximo... Se houve "liga" entre vcs, não perca a oportunidade... Peça-a em namoro... E, não deixe de nos contar o final da história!!!

Curiosíssima!!!!

Rs!!!

Beijos